inART

By: in ART

[Recommend this Fotopage] | [Share this Fotopage]
[Archive]
Saturday, 19-May-2007 21:39 Email | Share | | Bookmark
APROPRIAÇÕES

 
 
 
View all 40 photos...
PÓS - IMPRESSIONISMO

A expressão Pós-Impressionismo surgiu na França e foi usada para designar a pintura que se desenvolveu a partir de 1886 até 1908, e que dava importância ao volume e a forma pelo jogo de luz e cores. Ela abrange pintores de tendências bem diversas como Gauguim, Toulouse-Lautrec, Van Gogh e Cézanne.


POP-ART

A expressão Pop-Art apareceu nos Estados Unidos por volta de 1960 e alcançou extensa repercussão internacional. A fonte criadora para os artistas ligados a esse movimento era o dia-a-dia das grandes cidades norte-americana. Para a Pop-Art interessam as imagens, o ambiente, enfim a vida que a tecnologia industrial criou nos grandes centros urbanos. Seu principal representante, o artista Andy Warhol.


ARTE CONTEMPORÂNEA

Toda arte é contemporânea. A grande arte é aquela que exige, para chegar a existir, todas as faculdades de um homem, cujas obras são tais que convocam
todas as faculdades de outro homem para serem compreendidas.

VINCENT WILLIAM VAN GOGH


Nasceu na Holanda em 1853 e suicidou-se na França em 1890. Tornou-se artista somente depois de adulto. Seus primeiros desenhos retratam as pessoas pobres que ele conheceu no tempo em que pregava. Algumas características desses desenhos permanecem em seus trabalhos, como as linhas e as formas fortes.
A sua primeira tela foi “Os Comedores de Batatas”, 1885.
Em suas primeiras pinturas as cores são fortes tristes e sombrias. A partir de 1886 mudou radicalmente das sombrias para as cores fortes e dos temas de realismo social para cenas paisagísticas. Deu vida a sua pintura com o uso da cor.

ANDY WARHOL (1930-1987)

Cursado em Bachelor of Fines Arts, desenhista, publicitário. Fez parte do movimento Por-art.
Em 1952, sua primeira exposição individual, Hugo Gallery em Nova Yorque.
Em 1960 – fez quadros acrílicos de Super-Homem Batman e Dick Tracy.
Entre 1962-1965 acrescentou as famosas latas de sopa, garrafas de coca-cola, signos do dólar, retrato de celebridade e cenas de catástrofes diretamente do National Inquirer.
Entre 1964 e 1965 – pinta uma série de gravuras Flowers a onde o artista apresenta em individual na Galeria Leo Castelli.
Em 1983 – exibe-se pela primeira vez a Exposição Flora & Fauna, no Museu de História natural de Nova York.
Em 2003 – reunida em uma exposição pública, aposta pela primeira vez no Brasil via Curitiba, onde são admiradas as 15 serigrafias intituladas “Fauna & Flora”, que percorrem o mundo divulgando um estilo considerado síntese da arte Pop e ícone do século XX.


BEATRIZ MILHAZES


Beatriz Ferreira Milhazes, nasceu no Rio de Janeiro no ano de 1960. Vive e trabalha no Rio de Janeiro.
Pintora, gravadora, ilustradora e professora.
Em 1981 formou-se em Comunicação Social pela Faculdade Hélio Alonso, no Rio de Janeiro.
Em 1982 na Escola de Artes Visuais do Parque Lage.
As obras da artista é um labor de disciplina dos sentidos e concentração mental, tem sido a inquieta busca da beleza. Sua pauta implica método de pintura, sintaxe da cor, invenção de formas, vontades nos materiais, espessura do olhar contemporâneo e a amplitude da cultura viva.


DESENVOLVIMENTO

Enquanto Van Gogh descobriu em suas telas a explosão cósmica da luz, que conduz à grande explosão cósmica da cor, através de estudos com muito efeito, da luz e da cor buscando um novo caminho baseado em teorias sobre fisiologia da visão e psicologia.
Andy Warhol, fascinado pelas formas e cores de plantas (e, também pela aura trágica da beleza colhida em seu apogeu antes de fenecer), gostava de contemplá-las. Dar-lhes perenidade. Para esse trabalho o artista Warhol apropriou-se de imagens fotográficas recortadas de uma revista.
A flor retratada é uma humilde variedade de hibisco, sintomaticamente denominada “Hibiscus fragilis” e classificada pelos botânicos como espécie em grave risco de extinção. Não há no planeta mais do que meia centena de exemplares dela.
Ao multiplicar os hibiscos em numerosas tiragens de serigrafia, o artista utilizou a reprodução em série não mais como reflexo e denúncia da massificação banalizante da contemporaneidade, mas como poética alternativa para a sobrevida da planta. “Transformada em arte, ela agora é eterna”.
Por outro lado a artista Beatriz Milhazes busca retornar em contraponto à vertente conceitual dos anos 70, e que tem por característica a pesquisa de novas técnicas e materiais. Além de fazer referências ao barroco, à obra de Tarsila do Amaral (1886-1973), à de Burle Max (1909-1994), a padrões ornamentais e à art deco. Suas obras também revelam uma tensão entre a figura e o fundo, entre representação e ornamentação. Faz opção por uma pintura de caráter decididamente bidimensional.

Após explanação sobre o assunto perante a classe, apresentação de obras dos períodos, vídeo e pesquisas. Foram dadas as propostas de se fazer revisitamento das obras “Os Girassóis” de Van Gogh, com a apropriação de Warhol e as técnicas e materiais da artista Beatriz Milhazes.

Para o desenvolvimento dos trabalhos foram utilizados: tinta guache, têmpera, tecido, linha e outros materiais sobre a tela.

Com a conclusão dos trabalhos se verificou a utilização da arte como instrumento crítico, levantando questões relativas ao meio ambiente, pesquisas, apropriação e a novos significados ao uso do material.


2º 1
2º 2
2º 3
2º 4

Arte Educadora – Profª Inelzyr






Sunday, 18-Sep-2005 00:00 Email | Share | | Bookmark
C U B I S M O - Quem sou EU?

 
 
 
View all 34 photos...
O cubismo - movimento que surgiu no início do séc.XX em Paris - teve como precursores Pablo Picasso (1881-1973) e Georges Braque (1882-1963). Trata-se de um estilo artístico que rompeu com a idéia de arte como imitação da natureza e abandonou as noções tradicionais de perspectiva.

Pablo Picasso foi o artista escolhido para o trabalho desenvolvido em classe por ser o mais representativo deste movimento. Dentre suas obras destaca-se: "Les Demoiselles d'Avignon" (1907), que foi utilizada para a realização de releitura em grupo junto à classe. Utilizando como tema a indagação: "Quem sou EU?", fez-se uso da Arte com instrumento de auto-conhecimento.

Para a realização deste trabalho utilizou-se: ataduras de gesso, tintas, tecidos, lápis de cor, cartolina, TNT, fios de lã, papel crepon, papel laminado, papel camurça, papel grafite, palitos de madeira e materiais reciclados.

Como resultado obteve-se obras que retratam as personalidades, os anseios, os medos e alegrias dos adolescentes.

Turmas: 2ºEM1, 2ºEM2 e 2ºEM3

by jeff


Sunday, 4-Sep-2005 00:00 Email | Share | | Bookmark
T E X T U R A

 
 
 
View all 16 photos...
Em Arte, textura significa a íntima união das partes de um corpo, que formam como que um todo. Na atividade gráfica, indica uma trama de sinais, pontos, traços, manchas, que servem para realizar as mais variadas ativiades gráficas e artísticas.

Os artistas recorrem às texturas para:

- Representar graficamente o claro e o escuro, a luz e a sombra;
- Traduzir visivelmente o sentido de volume e os efeitos de superfície.

Turmas: 6ªséries

by jeff


Sunday, 26-Jun-2005 00:00 Email | Share | | Bookmark
Pós-impressionismo

 
 
 
View all 30 photos...
A expressão Pós-Impressionismo surgiu na França e foi usada para designar a pintura que se desenvolveu a partir de 1886 até 1908, e que dava importância ao volume e à forma pelo jogo de luz e cores. Ela abrange pintores de tendências bem diversas como Gauguin, Seurat, Van Gogh e Cézanne.

Após explanação sobre o assunto perante a classe, apresentação de obras do período e pesquisas por parte dos alunos foi dada a proposta de se fazer releituras das obras de Van Gogh.

Para o desenvolvimento dos trabalhos foram utilizados tinta (guache, de tecido e óleo) sobre tela e aplicação sobre a tela de jeans, botões, brilhos, linhas e outros materiais.

Com a conclusão dos trabalhos se verificou a utilizãção da arte como instrumento crítico, levantando questões relativas ao uso de material reciclado.

Turmas: 2º EM 1, 2 e 3
Profª Inelzyr

Postado por Jeff®


Wednesday, 13-Apr-2005 00:00 Email | Share | | Bookmark
inART

Detalhe de releitura de " A Bailarina " de Paul Klee
Este flog "inART" é uma iniciativa de Inelzyr Lourdes Reuter Quint, formada em Licenciatura Plena - Habilitação Desenho - UDESC e pós-graduada em História da Arte Brasileira pela Faculdade de Artes do Paraná, professora de Arte-educadora na Escola de Educação Básica Presidente Médici, Joinville/SC.

Segundo ela : "A arte é um meio de comunicação e abertura para novas idéias. Através dela consegue-se um entendimento mais amplo das outras disciplinas - a arte atinge a sensibilidade, a coordenação motora, a observação, a concentração e amplia o conhecimento do indivíduo como um todo."

"Ela desenvolve a auto-estima, valores e a compreensão (conhecer-reconhecer)."


OBJETIVO

O objetivo principal do inART é o de levar a arte além da escola, servindo como fonte de pesquisas e inspiração para novos trabalhos de outras escolas, e também o de criar um espaço para um diálogo aberto sobre a arte.

postado por Jeff®


[Archive]

© Pidgin Technologies Ltd. 2016

ns4008464.ip-198-27-69.net